Um alerta Contra a Hanseníase

A hanseníase é uma doença infecciosa, de evolução crônica (muito longa) causada pelo Mycobacterium leprae, microorganismo que acomete principalmente a pele e os nervos das extremidades do corpo. A doença tem um passado triste, de discriminação e isolamento dos doentes, que hoje já não existe e nem é necessário, pois a doença pode ser tratada e curada.

Sinais e Sintomas Neurológicos (Hanseníase)

  • Manchas esbranquiçadas, avermelhadas ou amarronzadas em qualquer parte do corpo com perda ou alteração de sensibilidade;

  • Área de pele seca e com falta de suor;

  • Área da pele com queda de pêlos, especialmente nas sobrancelhas;

  • Área da pele com perda ou ausência de sensibilidade;

  • Sensação de formigamento (Parestesias) ou diminuição da sensibilidade ao calor, à dor e ao tato. A pessoa se queima ou machuca sem perceber.

  • Dor e sensação de choque, fisgadas e agulhadas ao longo dos nervos dos braços e das pernas, inchaço de mãos e pés.

  • Diminuição da força dos músculos das mãos, pés e face devido à inflamação de nervos, que nesses casos podem estar engrossados e doloridos.

  • Úlceras de pernas e pés.

  • Nódulo (caroços) no corpo, em alguns casos avermelhados e dolorosos.

  • Febre, edemas e dor nas juntas.

  • Entupimento, sangramento, ferida e ressecamento do nariz;

  • Ressecamento nos olhos;

  • Mal estar geral, emagrecimento;

  • Locais com maior predisposição para o surgimento das manchas: mãos, pés, face, costas, nádegas e pernas.

Importante: Em alguns casos, a hanseníase pode ocorrer sem manchas.

As lesões são decorrentes de processos inflamatórios dos nervos periféricos (neurites) e podem ser causados tanto pela ação do bacilo nos nervos como pela reação do organismo ao bacilo ou por ambas. Elas manifestam-se através de:

  • dor e espessamento dos nervos periféricos;

  • perda de sensibilidade nas áreas inervadas por esses nervos, principalmente nos olhos, mãos e pés;

  • perda de força nos músculos inervados por esses nervos principalmente nas pálpebras e nos membros superiores e inferiores.

A neurite, geralmente, manifesta-se através de um processo agudo, acompanhado de dor intensa e edema. No início, não há evidência de comprometimento funcional do nervo, mas, frequentemente, a neurite torna-se crônica e passa a evidenciar esse comprometimento, através da perda da capacidade de suar, causando ressecamento na pele.

Há perda de sensibilidade, causando dormência e há perda da força muscular, causando paralisia nas áreas inervadas pelos nervos comprometidos.

Quando o acometimento neural não é tratado pode provocar incapacidades e deformidades pela alteração de sensibilidade nas áreas inervadas pelos nervos comprometidos. 

A hanseníase:

  • É uma doença contagiosa, transmitida por um bacilo que passa de uma pessoa doente da forma multibacilar, que não esteja em tratamento, para outra;

  • Demora de 2 a 5 anos, em geral, para aparecerem os primeiros sintomas;

  • Apresenta sinais e sintomas dermatológicos e neurológicos que facilitam o diagnóstico;

  • Pode atingir homens e mulheres, adultos e crianças, de todas as classes sociais;

  • Se instala, principalmente nos nervos e na pele;

  • Pode causar incapacidades/deformidades, quando não tratada ou tratada tardiamente;

  • Tem cura;

  • O tratamento é um direito e está disponível para todos. 

One thought on “Um alerta Contra a Hanseníase

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *